Diz-me o que fizeste hoje e dir-te-ei quem és


https://images.unsplash.com

 

Felicidade é quando o que pensas, o que dizes, e o que fazes está em harmonia – Mahatma Gandhi

 

Ghandi estava completamente correcto. Quando não actua de acordo com os seus valores e objectivos, está internamente em conflito.

Sabe que deveria estar a fazer uma coisa – seja trabalhar no seu projecto, estar presente com as pessoas que ama, comer saudavelmente, ou outras coisas – e está conscientemente a agir de forma contraditória.

Tal como eu, pode justificar os seus comportamentos e convencer-se a si mesmo(a) que está no caminho em direcção aos seus sonhos. Mas um olhar honesto ao espelho vai revelar que se está a desapontar a si mesmo(a). Afinal, Gandhi também disse, “Acreditar em algo e não vivê-lo, é desonesto“.

O seus comportamentos traduzem-se directamente nos seus resultados. E quando conscientemente se sabota a si mesmo(a), não poderá ter confiança. Em vez disso, terá depressão e uma confusão de identidade.

Quão perto dos seus valores e objectivos está a sua vida?

Qual a dimensão do seu conflito interno?

Eu não estou acima disto.

  • Muitos vezes apercebo-me que estou a verificar constantemente o Facebook e o Twitter, mesmo sabendo que me impede de entrar no meu ritmo.
  • Sou aficionado pelo pão que a minha esposa faz em casa barrado com Nutella, mesmo sabendo que não me é salutar.
  • Muitas vezes passo dias sem escrever, sabendo que cada dia que eu não crio pode distanciar-me meses de atingir os meus objectivos.

Honestamente, os meus comportamentos muitas vezes contradizem os meus valores e objectivos. A perfeição não é o objectivo. No entanto, ser consistente na implementação dos seus valores e objectivos cria uma substancial energia e resultados.

Não há volta a dar. Como disse Aristóteles, “És o que fazes repetidamente.” ou talvez Albus Dumbledore diga melhor desta forma, “Não são as suas habilidades que mostram quem realmente és. São as suas escolhas.

As pequenas coisas são as grandes coisas. As primeiras coisas têm de ser as primeiras. A motivação e o impulso são muito inconstantes. Não interessa quanto é que tem actualmente. Irá perder tudo se não mantiver o jardim da sua vida. O que, é um processo diário.

Vivemos a nossa vida em períodos de 24 horas

Todos temos 24 horas a cada dia. Se os seus dias não são sólidos, a sua vida não pode ser sólida. Quando dominar os seus dias, o sucesso é inevitável.

Como foi hoje o seu dia?

Seriamente.

Olhe para trás e veja todas as coisas que fez hoje. Agiu de acordo com a pessoa que deseja ser?

Se repetir o dia de hoje, todos os dias durante um ano, realisticamente, o que é que vai mudar?

Se realmente quer realizar os seus objectivos e sonhos, quanto é que tem de ser diferente o seu dia-a-dia relativamente ao dia de hoje?

De modo a atingir os seus sonhos, como é que tem de ser para si um dia “normal”?

Uma das melhores maneiras de conscientemente desenhar o seu dia ideal é começar a viver o seu dia ideal. Como é que é esse seu dia ideal?

Que actividades têm de acontecer diariamente para que viva exactamente como gostaria de viver? Poderá ter diversos obstáculos no seu caminho para o dia ideal neste momento, mas está a aproximar-se de viver o dia ideal?

O seu dia ideal deverá basear-se na sua visão de “uma boa vida”. É a única pessoa que pode definir a felicidade e o sucesso que quer para si.

O meu dia ideal consiste nas seguintes actividades:

  • Dormir 8 horas de bom e saudável sono.
  • Comer conscientemente, o que inclui comida simples e saudável. Pelo menos uma das refeições do dia é com a minha esposa e filhos.
  • 30 a 60 minutos de exercício físico.
  • 15 a 30 minutos a rezar e meditação (sem telemóvel).
  • 2 a 4 horas de aprendizagem profunda (sem telemóvel).
  • 2 a 3 horas de escrita ou colaboração sem distracções.
  • 2 horas sem distracções a brincar com os meus filhos (sem telemóvel).
  • 1 hora sem distracção somente com a minha esposa (sem telemóvel).

Não interessa qual a ordem destas actividades. Não existem dois dias iguais. Mas se eu fizesse todas estas actividades, ainda teria mais de 3 horas entre elas para ver emails, comer, conduzir, servir espontaneamente, estar distraído, falar com um amigo ao telefone, e outras quaisquer coisas que apareça.

Obviamente, os meus dias nem sempre reflectem o que detalhei em cima. Provavelmente apenas metade dos meus dias é que se parecem com o que disse. A outra metade é uma versão diferente e menos perfeita, preenchida com auto sabotagem intermitente.

Todos temos o controlo completo de como gastamos o nosso tempo. Se não acreditamos que estamos a controlar, estamos a ser controlados por algo externo (ex. mentalidade de vítima) e assim se irá manter até reclamarmos a nossa responsabilidade pessoal.

Como é que se parece o seu dia ideal?

Quantas vezes vive o seu dia ideal?

Se viver consistentemente o seu dia ideal, onde é que estará daqui a um ano? Onde é que estará daqui a cinco anos?

Acções a tomar:

  • Tire alguns minutos para imaginar como é que deverá ser o seu dia ideal.
  • Faça uma lista das actividades que façam parte do seu dia ideal.
  • Comece a anotar como é que actualmente preenche os seus dias. Quando começar a registar essas actividades e ter consciência das mesmas, vai ficar perplexo(a) como está internamente em conflito.

É no entanto mais fácil dizer do que fazer. Mas é completamente possível viver intencionalmente e congruente. É completamente possível alterar maus hábitos por bons hábitos. E é completamente possível tornar-se na pessoa que quer ser.

 

Motivação e Teoria de Auto-Regulação

Quando os seus objectivos são específicos, intrinsecamente motivados, e bem definidos no tempo, irá continuar até atingir o sucesso.

Se tiver falta de motivação, então existe um problema com os seus objectivos. Ou tem os objectivos errados, não são específicos o suficiente ou a linha de tempo para os alcançar não está suficientemente definida (ver a Lei de Parkinson).

Com funcionam os objectivos certos a um nível psicológico:

De acordo com pesquisas, a auto-regulação é o processo psicológico que detecta inconsistência entre os seus objectivos e os seus comportamentos. É a ignição das nossas forças de motivação que nos ajudam a ir de onde estamos agora até onde queremos ir.

Especificamente, a auto regulação funciona de três maneiras:

Auto-Monitorização: determina como actualmente está o nosso desempenho.

Auto-Avaliação: determina como está o nosso desempenho comparativamente aos nossos objectivos.

Reacção Própria: determina como pensamos e nos sentimos comparativamente aos nossos objectivos. Quando não nos sentimos satisfeitos com o nosso desempenho, a reacção própria leva-nos a reafirmar as nossas fontes de motivação.

Para assegurar que não só alcança os seus objectivos, mas radicalmente até os excede, coloque um substancial esforço adicional no que é necessário. A maior parte das pessoas subestima o esforço necessário para atingir os seus objectivos.

Em vez de expectar as circunstâncias ideais, faça planos para o pior. Em vez de subestimar o tempo necessário e esforço que algo vai necessitar, sobrestime esse algo.

 

Intenções Implementação

Claro que atingir os seus objectivos não é fácil. Se fosse, todas as pessoas eram bem sucedidas. As pessoas na maioria das vezes falham ao lidar com problemas da Auto-Regulação enquanto lutam pelos seus objectivos.

Muitas pesquisas procuram determinar o seguinte: Como é que se mantêm as pessoas a lutar pelos seus objectivos quando estão é a lutar para se manterem motivadas?

A resposta é o que os psicólogos denominam Intenções Implementação, e é perfeitamente visível entre atletas de resistência. Quando um maratonista define uma árdua corrida, pré-determinam quais as condições nas quais eles vão desistir (ex. Se perderem completamente a visão, vão parar).

Se não pré-determinar as condições que o(a) vão fazer parar, irá desistir prematuramente. De acordo com os SEALS da Marinha dos USA, a maior parte das pessoas desistem a 40% da sua real capacidade.

Mas a teoria das Intenções Implementação vai ainda mais longe.

Não necessita apenas de saber as condições nas quais vai desistir, mas também precisa de planear comportamentos directamente relacionados com os seus objectivos quando encontra obstáculos pelo caminho.

O meu primo, Jesse, é um grande exemplo disto. Ele era um ávido fumador por mais de uma década, e fumava diversos maços por dia. À três anos atrás ele deixou de fumar por completo.

Sempre que ele está com bastante stress ou algo desencadeia uma vontade de fumar um cigarro, ele diz a ele mesmo: “Eu fui um fumador, e esta é exactamente uma das alturas que eu iria fumar.” Depois continua a fazer o seu dia normalmente.

Quando estou distraído – e que são muitas vezes – tiro o meu caderno de notas e escrevo os meus objectivos. Isto reinicia a minha motivação e serve-me para me manter na minha rota de encontro aos meus objectivos.

Não pode somente querer ter sucesso. Tem de planear e preparar-se para o pior.

Por vezes vai sair do caminho traçado. Mas precisa de se preparar para estes momentos em que não está motivado. E faz isto ao criar “sinais” que automaticamente reiniciam a sua motivação.

Acções a tomar:

Considere os desafios que vai encontrar no caminho para os seus objectivos (ex., está numa festa e a sua sobremesa favorita está a ser servida), e qual será a sua resposta automática a esta situação?

Imagine todos os desafios que vai encontrar possíveis de imaginar. Crie respostas pro-activas para cada uma das situações. Desta forma, irá estar preparado para a guerra. E tal como disse Richard Marcinko, “Quanto mais suar no treino, menos sangrará no combate.

Quando encontrar esses desafios, implemente de imediato a sua resposta pro-activa.

 

Conclusão

Como foi o seu dia hoje?

E como foi ontem?

Meredith Willson disse da melhor forma: “Acumula demasiados amanhã, e vai-se aperceber que amealhou muitos ontem vazios.” Não existe um amanhã para se lembrar se não fizer alguma coisa hoje.

Como gasta o seu tempo a cada dia é um indicador claro de quem é e de quem vai ser um dia.

Não é suficiente apenas desejar um futuro melhor. Tem de saber como esse futuro se parece, e começar a viver dessa maneira hoje.

Os vencedores agem como vencedores antes de começarem a ganhar. Se não age como um vencedor hoje, não será um vencedor amanhã.

 

Artigo original por Benjamin Hardy

Se precisa de apoio especializado em Coaching ou Psicologia, contacte a Clínica Corpo e Mente.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *