Alimentação Macrobiótica


Alimentação Macrobiótica

A alimentação macrobiótica

É um estilo de vida e uma forma de alimentação que pode ser utilizada para uma vida extremamente mais saudável. Não é somente uma dieta, é também o reconhecimento dos efeitos que os alimentos têm no nosso corpo, o cuidar do ambiente e a atitude de fortalecermos a relação corpo, mente e emoções. Vamos aprofundar o que é uma alimentação macrobiótica.

Dieta ou Alimentacao Macrobiotica

 

Porquê adoptar uma alimentação macrobiótica?

A alimentação macrobiótica deve também ser tida em conta se considerar importante a sua saúde, não somente a prevenção da mesma como também para ajudar na recuperação em diversas doenças, contribuindo ao mesmo tempo para um planeta mais saudável e mais equilibrado.

Neste atual mundo onde existe um consumo desmedido de todo o tipo de alimentos, que muito tem contribuído para um desequilíbrio natural do meio ambiente, obesidade e obesidade infantil, patologias oncológicas em grande escala parte de si a escolha de poder viver melhor e mais saudável.

Mas a alimentação macrobiótica não se rege apenas na escolha de alimentos a consumir, baseia-se também no estilo de vida que fazemos, ao contribuirmos para um melhor mundo e devolvendo à natureza a cadeia natural de crescimento que até à umas décadas atrás se fazia sentir.

Comida Macrobiótica

A qualidade de vida ambiental, poderá ser melhorada e terá com certeza todo o prazer em saber que a palavra Macrobiótica vem da conjuntação de “Macro” que significa “Grande” e “bio” que significa “Vida”.

Ao cuidar da sua alimentação estará diretamente a cuidar da sua mente e do seu corpo, porque afinal são os alimentos que nos dão vida e que nos possibilitam viver através dos seus nutrientes, que alimentam a nosso cérebro, os nossos órgãos, os nossos músculos.

Quanto mais ponderada e amiga do nosso corpo for a alimentação, melhor desenvolveremos as nossas capacidades de raciocínio, sujeitamos os nossos órgãos a um menor esforço no processamento de alimentos e em suma, viveremos melhor.

Que alimentos fazem parte da alimentação macrobiótica?

Sagen Ishisuka, médico do exército japonês desenvolveu este conceito sendo que a teoria se baseava nos seguintes princípios:

  • A saúde humana e a sua longevidade depende do equilíbrio entre o sódio e o potássio.
  • Os alimentos são o fator mais determinante para este equilíbrio.
  • A saúde e a doença dependem acima de tudo dos alimentos.

Michio Kushi mais tarde a partir dos ensinamentos de George Ohsawa introduziu nos Estados Unidos o conceito da Macrobiótica moderna e abriu o Kushi Institue.

Como Michio Kushi sugere, de uma forma generalizada estes são os alimentos e frequência de consumo dos mesmos em países temperados como é o caso de Portugal.

Pirâmide Alimentação Macrobiotica

Retirado do Livro: O livro de cozinha da Marta Varatojo

Consumo Diário: Entre 40% a 60% da refeição

  • Todo o tipo de Cereais e Cereais Integrais
  • Grãos e derivados de Grãos
  • Óleos Vegetais
  • Sal Marinho
  • Algas
  • Vegetais

Significa a utilização de arroz castanho, cevada, milho, aveia, centeio, trigo, grãos de cereais integrais parcialmente transformados.

Consumo Semanal: entre 20% a 30% da refeição

  • Verduras
  • Frutas
  • Sementes
  • Castanhas
  • Açucar à base de cereais
  • Peixe

 

Consumo Mensal: em doses muito reduzidas (10%)

  • Carne vermelha
  • Carne branca
  • Ovos
  • Laticíneos

Sendo esta a base da alimentação macrobiótica padrão, o seu consultor macrobiótico atendendo às suas características fará a recomendação necessária das quantidades, e do que deverá ou não consumir.

Preferencialmente os alimentos deverão ser o mais fresco possíveis, cultivados organicamente sem a adição de adubos e a aplicação de toxinas.

No entanto deixamos aqui uma lista de alimentos a evitar para uma vida mais saudável

  • Carne
  • Gordura Animal
  • Ovos
  • Produtos normalmente diários como:
    • Manteiga
    • Ioguerte
    • Gelados
    • Leite
    • Queijo
    • Açucares refinados
    • Chocolate
    • Baunilha
    • Mel

No campo das bebidas e líquidos é de evitar:

  • Bebidas Artificiais
  • Refrigerantes
  • Chá Colorido
  • Chás Estimulantes (ortelã, ortelã pimenta)
  • Café
  • Sumos de Fruta
  • Bebidas Alcoólicas de elevado grau
  • Vinagre Artificial

De uma forma geral para uma melhor saúde deverá evitar também:

  • Alimentos Conservados
  • Alimentos Processados
  • Alimentos com inclusão de Químicos
  • Massas Industrializadas
  • Alimentos Enlatados
  • Especiarias Apimentadas
  • Produtos Láteos

 

Mas a alimentação macrobiótica não são apenas a seleção de alimentos, é também um modo de vida e de estar com a finalidade de lhe proporcionar uma melhor vida, prevenindo o aparecimento de várias doenças.

 

Basta criar alguns hábitos alimentares para aumentar o seu bem estar físico e mental, como:

 

  • Beber líquidos moderadamente e apenas quando tem sede;
  • Comer de forma relaxada, utilizando uma postura correta e pausadamente;
  • Coma para satisfazer o apetite, não para ficar “cheio(a)”;
  • Alimente-se diversas vezes ao dia, na medida da necessidade, não por gula;
  • Mastigue muito bem os alimentos, irá contribuir para uma melhor digestão e absorção dos nutrientes neles contidos;
Conclusão

A alimentação macrobiótica e praticar um modo de vida mais saudável são benéficas para a sua saúde e bem estar. Evite expor o seu corpo a um vasto conjunto de alimentos que lhe são prejudiciais, e que tal como é explicado no vídeo deste artigo não faziam parte da alimentação dos nossos antepassados.

Proponha-se a si mesmo(a) um desafio: Comer Melhor – Ser mais Saudável – Ser mais Feliz

Somos o que comemos

Se teme não ter os conhecimentos necessários para confecionar pratos macrobióticos, informe-se connosco visto que frequentemente realizamos workshops sobre o tema, de forma a desmistificar esta prática dando a conhecer como se deve preparar os pratos, que alimentos utilizar e em que proporções.

Em breve iremos proporcionar também a quem nos acompanha um conjunto de sugestões de ementas / receitas macrobióticas de modo a motivar e facilitar quem pretende preparar estas refeições.

Contacte-nos, temos todo o gosto em ajudá-lo(a) a ser mais saudável!